O diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Piauí (DER), Leonardo Sobral, se reuniu com diretores e representantes da CS Grãos do Piauí. A empresa é a concessionária responsável pela implantação e restauração da PI-397 por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP) com o Estado do Piauí, sendo o DER o órgão técnico e poder concedente. A rodovia estadual que tem 333km de extensão, mais conhecida como Transcerrado, é um importante corredor rodoviário, localizada no sul do estado e é rota do escoamento de grãos na região do cerrado piauiense. A concessionária administra um total de 236km da PI-397.

O presidente da CS Grãos do Piauí, Márcio Protta, apresentou todo o sistema de gerenciamento da rodovia para engenheiros, técnicos e diretores do DER. A pauta do encontro foi o alinhamento de ações e cronograma de intervenções, que vão desde a implantação, restauração, manutenção e pavimentação asfáltica, incluindo o gerenciamento e monitoramento da Transcerrado.

“A estrada é rota de escoamento para produção de grãos no Piauí, que este ano, mais uma vez, deve ter safra recorde.  Então, tanto pelo volume de investimentos (370 milhões de reais) como pelo tamanho da obra, o DER tem atenção especial para essa rodovia. Estamos falando de uma PI que é vital para o escoamento das riquezas do Piauí. Esse encontro de hoje visa ao estabelecimento de metas e ações que estão em andamento. Isso é necessário. O desenvolvimento e integração do cerrado piauiense passam por esse corredor e estão ligados diretamente à geração de emprego. A meta é concluir todo o empreendimento até dezembro de 2023”, evidencia o diretor-geral do DER, Leonardo Sobral.

Na reunião foram evidenciadas ainda as ações da concessionária que já atinge cerca de 100km de restauração e pavimentação asfáltica. Além da garantia de uma boa malha rodoviária, outros serviços que são de responsabilidade da empresa também foram debatidos no encontro.

“Os investimentos foram definidos com foco na melhor prestação de serviços aos usuários. Possuímos um Centro de Controle Operacional (CCO), já em operação, que presta um serviço de atendimento ao usuário. Essa base de apoio operacional facilita a comunicação nas intercorrências que são naturais por conta do tráfego intenso. Ainda temos metas a cumprir como postos de pesagens móveis, além de instalação de iluminação e a implantação de baias de ônibus. Nosso CCO, localizado na cidade de Bom Jesus, já oferece um sistema de monitoramento com tecnologias de ponta com melhorias significativas aos usuários da rodovia e comunidade no entorno”, explica Márcio Protta, diretor-presidente da CS Grãos do Piauí.

Transcerrado

A PI-397 tem em sua extensão mais 97 km da rodovia que serão alvo de serviços por parte do DER. “Os recursos já estão assegurados por meio de repasse do governo federal, via convênio firmado entre este órgão e a Caixa Econômica Federal. O valor do investimento é de aproximadamente R$ 98 milhões”, explica Leonardo Sobral.

A Rodovia PI-397 tem seu marco inicial a partir do entroncamento da rodovia estadual PI-247, na cidade de Sebastião Leal, e vai até o entroncamento da rodovia federal BR-235, na cidade de Santa Filomena, passando pelo entroncamento da rodovia PI-262, estrada da Palestina, em Bom Jesus. A PI fica localizada nos Territórios de Desenvolvimento Tabuleiro do Alto do Parnaíba e Chapada das Mangabeiras.

Por: Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *